quinta-feira, 19 de abril de 2012

Cocar Indígena

Oi gente, quanto tempo, ufa, muitas coisinhas acontecendo e eu 
sem tempo para o meu blog (algo q gosto muito!).
Enfim, hoje, não poderia de fazer este post...
Fiz uma oficina com meus alunos onde eles fizeram
a confecção de cocares indígenas e ficou muito legal, por isso
estou aqui compartilhando com todos vocês.

Primeiramente gostaria de expor o significado de

"Cocar Indígena"

O cocar é um adorno feito de penas, símbolo de nobreza para os índios, ultrapassa limites do estético e imprime em suas penas e sementes a ordenação da aldeia, o significado da vida, a importância do ser. Sua forma em arco gira entre o presente e passado, e se projeta para o futuro. Na aldeia kaiapó, por exemplo, a disposição e as cores das penas do cocar não são aleatórias. Ela indica a posição de chefe dentro do grupo e simboliza a própria ordenação da vida numa aldeia. A aldeia é disposta em forma de arco como o cocar. Nela, cada um tem seu lugar e sua função determinados. Assim, como a cor de cada pena possui um significado. O verde representa as matas e florestas que protegem as aldeias e ao mesmo tempo são a morada dos mortos e dos seres sobrenaturais. A cor mais forte, o vermelho, simboliza a casa dos homens, que fica bem no centro da aldeia. O local é frequentado apenas por pessoas do sexo masculino. Lá, eles se reúnem diariamente para discutir guerras, caças, rituais e confecção de adornos. O amarelo representa as casas e as roças, áreas dominadas por mulheres. Nos locais, as indígenas plantam, colhem, preparam os alimentos e 
pintam os corpos dos maridos e filhos.



E ficaram assim....




Ficaram todos muito lindos!

Bjokas

2 comentários:

  1. E a questão espiritual?? A liberdade, a sorte, as guerras..... Fale mais um pouco sobre as cores... Aguardo ansiosa!! Obrigada! =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaa os rituais também.....

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails